segunda-feira, 31 de maio de 2010

Obras de Monteiro Lobato e Ziraldo




Na Sala dos Professores, as assistentes de biblioteca Egina e Glória realizaram um exposição das novas obras recebidas de Monteiro Lobato e Ziraldo.Essas obras, já estão liberadas para empréstimos aos professores.

SEMANA DO LIVRO INFANTIL






Na Semana do Livro Infantil e Monteiro Lobato, a Biblioteca realizou uma exposição com obras de Monteiro Lobato e de outros escritores infantis. Na Semana do Livro Infantil e Monteiro Lobato, a exposiçao ocorreu durante o recreio do período matutino e vespertino.

domingo, 23 de maio de 2010

PROJETO LER É APRENDER - Jornal Mural


Uma outra ação do Projeto "Ler é aprender" é o Jornal Mural. Esse projeto, público alvo 6º ao 9º ano, tem como objetivo trabalhar atualidades e desenvolver na oralidade e na escrita a argumentação. Na primeira etapa, os alunos trazem recortes de notícias e reportagens sobre os temas: política, sociedade, saúde, esporte, mundo jovem e cultura. Na segunda etapa,criarão a marca, logomarca e slogan do jornal. Na 3ª etapa, os alunos produzirão as notícias, reportagens e entrevistas.
A postagem no mural é realizada pelos alunos dos 9º anos.

Postagem: Cido - PCTE

Apresentação da Oficina de Percussão





Apresentação da Banda de Percussão durante o recreio (matutino e vespertino). A Banda de Percussão é dirigida pelo professor Samuel. Esse é mais um projeto oferecido pela escola a toda comunidade escolar.
Postagem: Cido - PCTE

PROJETO LER É APRENDER - A Hora da Leitura






Mais algumas imagens "A Hora da Leitura"

PROJETO LER É APRENDER - A Hora da Leitura







Semanalmente ,conforme o cronograma, é disponibilizada para toda a escola 01 hora de leitura.Nesse momento o professor e seus alunos têm a autonomia para trabalharem a leitura com diversas práticas pedagógicas.
Segundo (Equipe do Núcleo de Integração Universidade Escola da Pró-Reitoria de Extensão da UFRGS - NIUE/UFRGS)Ensinar a ler e a escrever são tarefas da escola, desafio indispensável para todas as áreas/disciplinas escolares, uma vez que ler e escrever são os meios básicos para o desenvolvimento da capacidade de aprender e constituem competências para a formação do estudante, responsabilidade maior da escola.
Ensinar é dar condições ao estudante para que se aproprie do conhecimento historicamente construído e se insira nessa construção como produtor de conhecimentos. Ensinar é ensinar a ler para que se torne capaz dessa apropriação, pois o conhecimento acumulado está, em grande parte, escrito em livros, revistas, jornais, relatórios, arquivos. Ensinar é também ensinar a escrever, porque a produção de conhecimento se expressa, no mais das vezes, por escrito.
Postagem: Cido - PCTE

sexta-feira, 21 de maio de 2010

Arte Abstrata - Amostra de trabalhos

Seleção de pinturas realizadas pelos alunos do 7º ano da Escola Municipal Irene Szukala no ano de 2010. São pinturas baseadas na arte abstrata onde retratam a gestualidade, a escolha de cores fortes e vivas como cores primárias, secundárias e terciárias. Os alunos que realizaram estas pinturas foram orientados pelo professor de Artes Visuais – Moisaniel Carlos.

Postagem: Cido - PCTE

segunda-feira, 17 de maio de 2010

ATIVIDADES ESCOLARES

As professoras da escola promovem atividades e desenvolvem projetos e atividades para favorecer a aprendizagem e fortalecer o gosto dos alunos pelos estudos.



Professoras Nanci quarto ano E e professora Valkiria quarto ano D , ambas do turno vespertino desenvolveram atividades sobre leitura, escrita e montagem de cartazes sobre o projeto Dengue.

Professora Rita quinto ano D vespertino, utilizando datashow para leitura e escrita de textos produzidos pelos alunos.

sexta-feira, 14 de maio de 2010

PROJETO LER É APRENDER - CRONOGRAMA


PROJETO LER É APRENDER


CRONOGRAMA DE LEITURA

DATA DIA DA SEMANA
  • 14/05/2010 SEXTA-FEIRA
  • 20/05/2010 QUINTA-FEIRA
  • 26/05/2010 QUARTA-FEIRA
  • 01/06/2010 TERÇA-FEIRA
  • 07/06/2010 SEGUNDA-FEIRA
  • 18/06/2010 SEXTA-FEIRA
  • 24/06/2010 QUINTA-FEIRA
  • 30/06/2010 QUARTA-FEIRA

quarta-feira, 12 de maio de 2010

Festival de Prêmios






No sábado, dia 08 de maio , após a entrega de notas , realizou-se o famoso Festival de Prêmios. Foi um evento que teve a participação em massa de nossa comunidade escolar.Foram ofertados 13 prêmios entre eles: bicicleta, cadeira de fio, cafeteira, batedeira , entre outros.

Almoço em Homenagem ao Dia das Mães



No sábado, dia 08 de maio, após o Chá em homenagem ao Dia das Mães, foi realizado um almoço em homenagem às professoras e funcionárias "mamães" de nossa escola.

DIA DAS MÃES






No sábado, dia 08 de maio, foi realizado um chá com homenagens ao Dia das Mães. Alunos do Pré ao 9º ano apresentaram musicais, jograis, poemas, danças e peças teatrais em homenagem a essa importante data.

terça-feira, 4 de maio de 2010

Reunião Pedagógica 17/04




Com o objetivo de melhorar a aprendizagem e fornecer ferramentas para a construção do conhecimento de cada aluno, os professores reuniram-se para uma oficina pedagógica sobre o tema Projetos.Nessa oficina foram transmitidas informaçoes como devem ser trabalhados os projetos e como esta prática auxilia na aprendizagem do aluno.Na mesma oficina, os professores deram início aos projetos que serão trabalhados na escola.

sábado, 1 de maio de 2010

FAMÍLIA + ESCOLA

No dia 30 de abril (sexta-feira), foi realizado o evento Família + Escola. Nesse dia, a escola ofereceu à comunidade os serviços: PROCON, Justiça Itinerante, corte de cabelo, atividades esportivas, aferição de pressão,oficina de artes e palestras sobre "Vacinação" e "O Uso do Cerol". Nesse evento a escola contou com participação da A.P.M e Conselho Escolar, juntamente com seus colaboradores citados anteriormente.
A Prefeitura Municipal de Campo Grande instituiu essa mobilização para ocorrer sempre na última semana de abril.O objetivo dessas ações é aproximar a família da escola e solidificar uma parceria em prol do avanço do ensino-aprendizagem dos alunos.

O QUE É BULLYING?




O que é bullying?
Atos agressivos físicos ou verbais só são evitados com a união de diretores, professores, alunos e famílias
Bullying é uma situação que se caracteriza por atos agressivos verbais ou físicos de maneira repetitiva por parte de um ou mais alunos contra um ou mais colegas. O termo inglês refere-se ao verbo "ameaçar, intimidar".
Estão inclusos no bullying os apelidos pejorativos criados para humilhar os colegas. E, não adianta, todo ambiente escolar pode ter esse problema. "A escola que afirma não ter bullying ou não sabe o que é ou está negando sua existência", diz o médico pediatra Lauro Monteiro Filho, fundador da Associação Brasileira Multiprofissional de Proteção à Infância e Adolescência (Abrapia), que estuda o problema há nove anos.
Mais sobre bullying
Reportagens
• Como lidar com as brincadeiras que machucam a alma
• Bullying: é preciso levar a sério ao primeiro sinal
• Massacre virtual na internet
• Artigo da A psicóloga Lídia Aratangy sobre violência na escola
• Tudo sobre bullying
Planos de aula
• Bullying, um problema que merece tradução
• Dê uma lição sobre os valores e projetos de cada etapa da vida
Segundo o médico, o papel da escola começa em admitir que é um local passível de bullying, informar professores e alunos sobre o que é e deixar claro que o estabelecimento não admitirá a prática - prevenir é o melhor remédio. O papel dos professores também é fundamental. "Há uma série de atividades que podem ser feitas em sala de aula para falar desse problema com os alunos. Pode ser tema de redação, de pesquisa, teatro etc. É só usar a criatividade para tratar do assunto", diz.
O papel do professor também passa por identificar os atores do bullying - agressores e vítimas. "O agressor não é assim apenas na escola. Normalmente ele tem uma relação familiar onde tudo se revolve pela violência verbal ou física e ele reproduz o que vê no ambiente escolar", explica o especialista. Já a vítima costuma ser uma criança com baixa autoestima e retraída tanto na escola quanto no lar. "Por essas características, é difícil esse jovem conseguir reagir", afirma Lauro. Aí é que entra a questão da repetição no bullying, pois se o aluno reage, a tendência é que a provocação cesse.
Claro que não se pode banir as brincadeiras entre colegas no ambiente escolar. O que a escola precisa é distinguir o limiar entre uma piada aceitável e uma agressão. "Isso não é tão difícil como parece. Basta que o professor se coloque no lugar da vítima. O apelido é engraçado? Mas como eu me sentiria se fosse chamado assim?", orienta o médico. Ao perceber o bullying, o professor deve corrigir o aluno. E em casos de violência física, a escola deve tomar as medidas devidas, sempre envolvendo os pais.
O médico pediatra lembra que só a escola não consegue resolver o problema, mas é normalmente nesse ambiente que se demonstram os primeiros sinais de um agressor. "A tendência é que ele seja assim por toda a vida a menos que seja tratado", diz. Uma das peças fundamentais é que este jovem tenha exemplos a seguir de pessoas que não resolvam as situações com violência - e quem melhor que o professor para isso? No entanto, o mestre não pode tomar toda a responsabilidade para si. "Bullying só se resolve com o envolvimento de toda a escola - direção, docentes e alunos - e a família", afirma o pediatra.
Fonte: Nova Escola

BULLYING - REPORTAGEM TV MORENA

No dia 28 de abril, quarta-feira, a equipe de jornalismo da TV Morena esteve na escola realizando uma reportagem e entrevista sobre "Bullying". Nessa ocasião, foram entrevistados alunos do 9º ano, a diretora Rosângela, um aluno que foi vítima de Bullying e sua mãe.
Na entrevista com a diretora Rosângela ela enfatizou que o "Bullying" é um dos tipos de violência que adentram aos portões da escola e que deve ser combatido com prevenção (projetos e campanhas educativas), os quais a escola trabalhou no ano de 2009 e reiniciará no 2º bimestre de 2010.
Essa reportagem foi exibida no dia 30 de abril (sexta-feira)



Arquivo do blog

BUSCAR NESTE BLOG

REFLEXÃO:


Clique na imagem para visualizá-lo.
;